quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

[Quem Quer Ser Biblionário] - Morte Súbita 6: Resposta

A resposta certa era.....



Todos receberam um email com a informação sobre se continuam ou não :)

Ficámos reduzidos a 2 participantes *.*
quem será a grande vencedora??
Até amanhã :D

[Quem Quer Ser Biblionário] - Morte Súbita 6



6ª pergunta da fase morte súbita.

Já sabem, têm 5 minutos para responder e não há opções de resposta nem ajudas. Estão por vossa conta agora.

Ora, aqui fica então a pergunta:






Boa sorte!

terça-feira, 21 de Outubro de 2014

[Quem Quer Ser Biblionário] - Morte Súbita 5: Resposta

A resposta certa era.....



Todos receberam um email com a informação sobre se continuam ou não :)

Até amanhã :D

[Quem Quer Ser Biblionário] - Morte Súbita 5



5ª pergunta da fase morte súbita.

Já sabem, têm 5 minutos para responder e não há opções de resposta nem ajudas. Estão por vossa conta agora.

Ora, aqui fica então a pergunta:



Boa sorte!

segunda-feira, 20 de Outubro de 2014

[Quem Quer Ser Biblionário] - Morte Súbita 4: Resposta

A resposta certa era.....



Todos receberam um email com a informação sobre se continuam ou não :)

Até amanhã :D

[Quem Quer Ser Biblionário] - Morte Súbita 4



4ª pergunta da fase morte súbita.

Já sabem, têm 5 minutos para responder e não há opções de resposta nem ajudas. Estão por vossa conta agora.

Ora, aqui fica então a pergunta:



Boa sorte!

[Opinião Tertuliana] - "Para Sir Phillip com Amor" de Julia Quinn



"Depois de ter lido já 4 livros desta série pensei que este quinto seria mais fraquinho. Para quem segue séries, sabem perfeitamente que é bastante difícil manter o leitor interessado, com ideias novas e criativas. Mas este livro mantêm-se ao mesmo nível que os anteriores. Muito bom.

É com emoção e muito romantismo que Julia Quinn mantém o leitor interessado e nós leva a conhecer duas personagens interessantes e cativantes. Com perícia e com uma escrita inteligente e sarcástica vamos seguindo o desenrolar desta história. Aos poucos vamos vendo o amor de ambos se desenvolver e é tão bonito! Muito comovente." in Mil Estrelas no Colo




Como já todos sabem, eu adoro os livros da Série Bridgerton, da autora Julia Quinn, e por essa mesma razão, sempre que é publicado um novo livro dessa série, fico de “antenas ligadas”. Assim que este 5º volume – “Para Sir Phillip com amor” saiu, não descansei enquanto não o li.

Tal como nos outros livros da saga, neste livro a autora foca-se num dos oito irmãos Bridgerton, sendo que desta vez, a felizarda foi Eloise Bridgerton.

Se já leram os livros anteriores sabem que em todos eles, cada um dos capítulos começa com um excerto das Crónicas de Lady Whistledown, no entanto, uma vez que no fim do 4º volume foi revelada a identidade desta, neste 5º, cada capítulo é iniciado com um excerto de uma carta de Eloise, mantendo a autora o mesmo género de apresentação que mostrou nos outros.

Desta vez, o modo como o romance entre a irmã Bridgerton e o seu amado despoleta e se desenvolve é diferente da forma como acontece nos livros anteriores. Enquanto nos outros, o romance entre as duas personagens principais ocorreu de forma presencial, ou seja, o par romântico conhece-se pessoalmente, neste, Eloise e Phillip conhecem-se por carta e mais tarde, por insistência deste último, pessoalmente, na sua casa. Desta forma, todo o desenrolar da relação é diferente, pois quando se encontram pessoalmente, tanto Eloise como Phillip percebem que a correspondência que trocaram não foi suficiente para se conhecerem, pelo que tiveram de se habituar a conviver um com o outro.

Tal como em todos os livros desta autora, abunda o romance, bem como o humor, apesar de neste volume a presença da família Bridgerton ser mais escassa, pois a ação é passada um pouco longe da residência da família. Apesar desse pormenor, adorei a história e a forma de escrita da autora, que se mantém excelente, tal como nos outros livros. Abordando temas mais sérios, como traumas, medos, morte um progenitor, entre outros, continua a ser uma leitura muito divertida e empolgante.


Não foi um dos meus livros preferidos da autora, mas não me desiludiu e, mais importante que tudo, passei um bom bocado ao lê-lo. Uma leitura que, tal como as outras, recomendo.



domingo, 19 de Outubro de 2014

[Quem Quer Ser Biblionário] - Morte Súbita 3: Resposta

A resposta certa era.....


Também aceitei respostas como "A Quinta dos Animais" e "A revolução dos bichos"

Todos receberam um email com a informação sobre se continuam ou não :)

Até amanhã :D

[Quem Quer Ser Biblionário] - Morte Súbita 3



2ª pergunta da fase morte súbita.

Já sabem, têm 5 minutos para responder e não há opções de resposta nem ajudas. Estão por vossa conta agora.
E sim, esta fase é mais difícil.

Ora, aqui fica então a pergunta:



Boa sorte!

[Opinião] - "A Redenção de Gabriel" de Sylvain Reynard



"Vi como as crianças do orfanato reagiram à tua presença. Vi-te a rir e a brincar com elas. E a levares a Maia a dar um passeio no poney. Vais dar aos nossos filhos amor, uma casa, protecção. Vais cuidar deles e dar-lhes uma família. E não vais pô-los de lado quando cometerem um erro, nem vais deixar de os amar quando pecarem. Vais amá-los (...) que serias capaz de morrer por eles. É isso que faz um pai. E é isso que vais fazer"








Já terminei esta leitura à vários meses, já tinha a opinião alinhavada desde essa altura, mas o tempo é pouco e fui deixando andar, ficando esta opinião a "marinar" na gaveta.

Como vocês sabem, e podem ver nas respectivas opiniões, adorei os dois primeiros livros desta trilogia: " O Inferno de Gabriel" e "O Êxtase de Gabriel". Adorei o primeiro livro, gostei ainda mais do segundo, fiquei totalmente apaixonada pelos personagens, pela forma de escrita de Sylvain Reynard, e por todo o conteúdo de background à história de amor de Julia e Gabriel. Por ter gostado tanto de ambos os livros, elevei a expectativa para o término da trilogia esperando um final quase apoteótico...no entanto isso não aconteceu.

Gostei desta leitura, bastante aliás, e não defrauda em nada a trilogia, mas esperava algo diferente, mais emocionante. Este livro é bastante previsível, tendo menos sensualidade e tendo menos referencias a Danta, que era um dos meus pontos preferidos nas leituras anteriores. Não deixa de ser uma leitura viciante e com um ritmo alucinante, onde alguns pontos soltos se juntam, formando finalmente o puzzle completo.

Após o amor e todos os contratempos, Julia e Gabriel estão, finalmente...casados. Mas como sempre, este não é um casal normal, pelo que o seu casamento também não o será. A tranquilidade dura apenas na lua de mel. Quando regressam, o passado de Gabriel, o futuro de Julia, e os "maus da fita" unem-se todos para apimentar o último livro desta história.

Apesar de não ter sido o meu favorito, e de o final não me ter arrebatado tanto quanto expectei, este livro tem alguns pontos fortes. Julia torna-se uma mulher forte e mais confiante do que nos livros anteriores, encarna o papel de Senhora Emerson, sendo ela o pilar mesmo quando tudo parece ruir.
Gabriel, continua a ser bastante inconstante, sendo que nesta leitura se torna mais complexo. É um homem inseguro e que vive atormentado pelo seu passado. Neste livro este personagem tem maior destaque, em especial devido à sua luta interna, e ao caminho que percorre até encontrar a sua redenção. Um personagen complexo, completo, volátil, invulgar e apaixonante.

Atrevo-me a dizer que este livro é mais calmo e mais "normal", tentando transparecer mais a vida de casal com alguma "tranquilidade" aparente.
Neste livro Sylvain Reynard reintroduz diversos personagens, dando-lhes um final, através de diversos episódios, nos quais se atam as pontas soltas e "os bons vencem os maus".
Sylvain mostra grande mestria na forma como articula toda a informação e como, no final de três livros, complementa tudo.

Uma trilogia que aconselho a todos, fãs deste género de livros, atrevam-se, porque não se vão arrepender.